Abertura da Virada Sustentável Porto Alegre une orquestra, fanfarra e a Sbórnia

Compartilhe:

Espetáculo audiovisual será transmitido pela TVE e pelo YouTube em 31 de outubro, às 20h

 

Desde a vivacidade da nova cena musical porto-alegrense até um dos espetáculos mais consagrados no teatro do Rio Grande do Sul, a abertura da Virada Sustentável Porto Alegre 2020, em 31 de outubro, é uma amostra da diversidade artística do Estado. Um dos principais pilares do evento, as atrações culturais levaram milhares de pessoas ao parque da Redenção nas três edições anteriores. Dessa vez, os espetáculos serão transmitidos pela TVE e pelo YouTube. O novo formato faz parte da reinvenção da Virada Sustentável. A programação, com o tema Refuturo: repense, recrie, regenere 2020, a Virada Sustentável Porto Alegre, foi adequada às práticas exigidas pela pandemia de covid-19.

Produzido pela Estação Filmes no Theatro São Pedro, o espetáculo audiovisual terá início às 20h. O vídeo conceitual convida a uma nova maneira de olhar o planeta e apresenta uma grande fotografia do que poderá ser visto durante a programação da quarta edição, até 22 de novembro. Com a continuação da Saga Sborniana de Tangos e Tragédias, a Virada Sustentável abre espaço para um dos espetáculos mais consagrados do Estado. A Sbórnia Kontr’Atraca leva música e humor à Virada Sustentável 2020. Hique Gomez e Simone Rasslan apresentam um repertório de clássicos do Tangos e Tragédias e novas canções típicas da Sbornia, Ilha que se desprendeu do continente e passou a flutuar errante pelos mares do mundo.

Em seguida, apresenta-se a Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul, projeto de transformação e inclusão social por meio da música. Regidos pelo maestro Telmo Jaconi, oito músicos de entre 18 e 20 anos executam composições de Vivaldi, John Lennon, Edith Piaf, Louis Armstrong e Guilherme Arantes, um repertório escolhido para sensibilizar as pessoas para um mundo melhor e sustentável.

O encerramento da noite tem o frescor da cultura porto-alegrense, com o ProBloco. A fanfarra (grupo de instrumentos de sopro e percussão) é formada por sete dos principais músicos de coletivos que, nos últimos anos, revitalizaram a cena musical da cidade. Um repertório com clássicos populares e carnavalescos foi gravado no Teatro São Pedro e em pontos ao ar livre, o ambiente natural para esse tipo de formação.

O espetáculo de abertura da Virada Sustentável Porto Alegre 2020 tem apoio da TVE, patrocínio da Sulgás e financiamento do Pro- cultura RS LIC/ Secretaria de Estado da Cultura.

Sobre a Virada Sustentável 

A Virada Sustentável é um movimento de mobilização para a sustentabilidade que organiza o maior festival sobre o tema na América Latina e um dos maiores do mundo. Ocorre em diferentes cidades do país e, em 2019, foi reconhecido pela ONU como um dos três eventos mais importantes na promoção dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Em Porto Alegre, chega a sua quinta edição, desta vez em um formato adaptado aos protocolos exigidos em razão da pandemia de covid-19. A Virada segue o conceito de sustentabilidade proposto pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, uma agenda adotada por 193 países.

O objetivo é contribuir para a construção de um mundo melhor e mobilizar pessoas para uma guinada sustentável, a partir de uma abordagem positiva, propositiva, que não apenas aponte problemas, mas também caminhos e soluções possíveis para a sociedade. A cada ano são oferecidas mais de 100 atividades culturais e socioambientais totalmente gratuitas. 

A VIRADA DE PORTO ALEGRE EM NÚMEROS

  • As quatro edições anteriores reuniram mais de 150 mil participantes;

  • Já foram realizadas mais de 650 atividades;

  • Mais de 3 toneladas de resíduos eletrônicos recolhidos;

  • Mais de 5 mil pessoas estiveram diretamente envolvidas na Virada nos últimos quatro anos em Porto Alegre.

Nossos Patrocinadores

Nossos Patrocinadores

Receba as notícias
da Virada Sustentável