Negritude na Virada

Compartilhe:

Na Semana da Consciência Negra, nas datas de Zumbi dos Palmares, a Virada Sustentável destaca o ODS Redução das Desigualdades. Estes três expoentes da canção negra e instrumental de Porto Alegre reforçam com sua musicalidade a causa do combate ao racismo.

NEGRA JAQUE traz o show musical e poético “Diário de Obá”, falando do papel da mulher na sociedade com seu RAP de espiritualidade,força e resistência. Ritmos instrumentais pops, urbanos e rurais, profanos e religiosos,com suingue, samba, reggae, ijexá, congadas, alujás e salsa. 

@negrajaque 

NEGRAS EM CANTO vem com os músicos do Samba Puro trazendo os sambas de Chico Buarque: Meu Guri, Deixa a Menina, Rita, Samba de Orly, Exaltação a Mangueira, Sem compromisso, Morena de Angola. 

AFROENTES

A banda mescla a matriz africana com sonoridades contemporâneas em temas dançantes, reflexivos e afirmativos. Os AfroEntes são Nina Fola (voz e percussão), Nilson Tòkunbò (Baixo, voz, violão, cavaquinho e percussão) e Edu Pacheco (percussão).

@afroentes

Lei de Incentivo à Cultura. Realização: Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo,  Pátria Amada Brasil e Governo Federal.

QUANDO

Sábado, 21 de Novembro de 2020, 20:00
Marcar na agenda