#MinhaMensagem | Empena Parelheiros

Compartilhe:

Na Virada Sustentável 2021, vamos realizar a pintura de 07 grandes murais de grafite em  em empenas de 07 CEUs em diferentes regiões cidade de São Paulo. Cada mural será realizado por uma dupla de artistas, sendo um artista host + um convidado,  e terá um tema interligado às 17 ODS.

 

Tema do Mural: Água

 

Artístas:
KELLY REIS: Artista plástica, professora de artes e atuante no graffiti e arte mural há 7 anos.
Iniciou seu primeiro trabalho de arte de rua em no município de Carapicuíba numa ação em prol dos desaparecidos, juntamente com o Coletivo Olhares Urbanos no qual virou integrante. Nessa ação foram realizados grafites com mensagens de alento para quem teve o ente querido desaparecido.
Em 2021 participou do projeto Tela sobre Tela do Nubank, participou da primeira edição da web série Ultimate Artist e tem realizado murais e projetos voltados para escolas e projetos sociais.
O trabalho de Kelly Reis fala da expressão da subjetividade, das disposições da alma e da espiritualidade no sentido de transformar-se, ouvir-se, conectar-se, integrar-se.
Utiliza arquétipos de matriz africana e oriental, indígena e imagens do inconsciente coletivo, de acordo com a psicologia junguiana.
Seu trabalho é intuitivo e as imagens são inspiradas no surrealismo, no universo onírico, onde procura evidenciar a energia das cores ao combinar cores complementares vibrantes e saturadas.

@kelly.reis_art

 

CLARA LEFF: Clara leff tem 23 anos e é formada em artes visuais pelo Centro Universitário Belas Artes. Atua na cena do graffiti desde 2016, desenvolvendo também seu trabalho em telas. Filha de pais publicitários, sempre esteve em contato com a arte. Já trabalhou com grandes empresas como Itaú, Gillette, Ford, Porsche, Banco Pan, entre outros. Em 2018 realizou um painel de Miami, e em 2019 em Fafe, Portugal.
Ultimamente tem se concentrado em aprimorar sua arte em telas, desenvolvendo algumas séries que traduzem a visão da artista sobre a energia feminina em contato com a natureza. Apesar de trabalhar com realismo, a artista quebra este padrão trocando as cores naturais da pele de suas personagens pelo turquesa, cor que traz como simbologia a transformação. Suas mulheres são inseridas em paisagens oníricas, repletas de natureza, quase como em um conto de fadas. As personagens carregam um ar de magia, como fadas, sereias, deusas, traduzindo todo o poder místico do ser mulher. Sua pesquisa é baseada no encontro da figura feminina com a natureza, como pertencentes e potencializadoras uma da outra.

@Claraleff

LOCAL: CEU Parelheiros | DRE Capela do Socorro