Ação, Conhecimento e Cultura os 3 eixos da programação da Virada Sustentável

 São Paulo, agosto de 2018 - A 8ª edição da Virada Sustentável em São Paulo será realizada de 23 a 26 de agosto, com centenas de atrações em diversos locais nas cinco regiões da cidade, como Av. Paulista, Parque Ibirapuera, MAC, Unibes Cultural, Tomie Ohtake, Japan House, Teatro Sérgio Cardoso, CEU’s e diversos equipamentos culturais e socioeducativos. 

O evento, que vem reunindo milhares de pessoas a cada edição, promove uma programação recheada de shows, exposições, instalações, palestras, aulas de meditação, cinema ao ar livre, entre outras atividades, todas abertas e gratuitas. Neste ano, o festival tem entre os destaques o show de Elza Soares com As Bahias e a Cozinha Mineira no Parque Ibirapuera, uma intensa programação no Tomie Ohtake com base no tema “Histórias Afro-atlânticas”, o primeiro e maior muro (600m) já grafitado no País por mais de 100 mulheres, jazz ao pôr do sol no Museu de Arte Contemporânea (MAC) e exposição ao ar livre sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na visão do cartum, em parceria com o Salão Internacional do Humor de Piracicaba. 

A oitava edição da Virada Sustentável apresenta mais de 500 atividades e gera ampla visibilidade à iniciativas grandiosas, positivas e inspiradoras, que trabalham temas como biodiversidade, cidadania, mobilidade urbana, água, direito à cidade, mudanças climáticas, consumo consciente e economia verde, entre outros. Neste ano, numa parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o festival estará presente em quase 40 CEUs (Centros Educacionais Unificados) da capital.

Esta edição paulistana é mais uma vez alinhada aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), agenda de desenvolvimento apresentada de modo a definir novos caminhos, que tragam melhorias na vida das pessoas e do planeta, em todos os lugares. Essa agenda tem como objetivo determinar o curso global de ações da sociedade, indivíduos e governos, para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar geral, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas, até 2030. O evento é realizado em parceria formal com o PNUD-Brasil.
Confira a programação completa e detalhada:
www.viradasustentavel.org.br 

Parque Ibirapuera e Serraria

Assim como em outros anos, o Parque Ibirapuera abrigará uma intensa e especial programação. As famílias poderão aproveitar as dinâmicas, brincadeiras e jogos infantis em estações dedicadas a estes temas. Além do palco e das atrações localizadas no gramado atrás do Auditório, o Parque abrigará ainda atividades no Museu Afro Brasil, no Planetário, na UmaPaz e na Serraria - esta última com uma rica programação de saúde e bem estar com presença de nomes como Chandra Lacombe, Awaken Love e Satyanatha. Ali ao lado, o MAC também recebe uma extensa programação de debates e atrações culturais, em parceria com o Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP. 

No sábado, 25, a programação infantil dá o tom, durante o dia, no palco principal. A Banda Estralo abre a programação, a partir das 11h, seguida pela Orquestra Praticatatum às 14h.
Já às 18h, Elza Soares convida As Bahias e a Cozinha Mineira para uma apresentação especial do show “A Voz e a Máquina”.
Às 20h, o palco ganha a função de cinema ao ar livre, com a exibição do documentário Chega de Fiu Fiu, com a presença das diretoras Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão.
Já no domingo, 26, o palco principal do Ibirapuera recebe atrações como o cantor Chico Salem, com o show “Maior ou Igual a Dois”, às 11h, além da Palhaça Rubra, que se apresenta com os grupos Tiquequê, Triii e Trupe Pé de Histórias.
Para fechar a programação musical do dia, às 18h o Pic Nic Lounge acompanha o cair da noite no domingo, com intervenções artísticas e trilha sonora suave: folk, chanson, eletrônica ambient, dreampop, balearic, cosmic disco, jazz, instrumental brasileira e sons da natureza.

Próximo ao palco, uma série de estações temáticas e atividades estarão à disposição do público. Nos dias 25 e 26, a Estação Bebês tem atividades como Brincadeiras Sensoriais e Vivência de Shantala, entre outras. As estações de Jogos e Brincar também terão uma série de atividades para crianças de todas as idades.  

Os visitantes também participarão das oficinas de produtos naturais e artesanais que incentivam o “faça você mesmo”. No dia 25, a Feira de Troca tem como base os princípios da economia solidária, ou seja, substituir o lucro, a acumulação e a competição por cooperação e solidariedade, valorizando sempre os recursos da natureza que serão utilizados de forma sustentável. Já no dia 25, a Boutique Sustentável tem como objetivo transformar o guarda roupas das pessoas a partir da transformação da sua relação com o consumo e com os outros, para fomentar o desapego, a solidariedade e a colaboração. 

No Recicle suas Ideias, uma máquina que será instalada em pleno parque pela Braskem. Crianças e adultos serão içados para pegar, entre centenas de bolas, aquelas que representam os materiais recicláveis e não recicláveis, com o objetivo de colocá-los no lixo correto em um tempo pré determinado. As atividades acontecerão nos dias 25 e 26, das 10h às 17h.
A Oficina de Raízes Madeirado promove nos dias 25 e 26, das 16h às 18h, uma ação interativa no processo de tratamento e adorno de um tronco de árvore reaproveitado da natureza, para ser transformado em mobiliário. Na oficina será exibido ao público todo o processo de tratamento, proteção e lapidação de um tronco. O público que participar poderá ajudar desde a limpeza da matéria-prima bruta até o tratamento e acabamento do que se tornará uma mesa. 

Já o Festival Mundaréu, iniciativa que apresenta aos participantes o contato direto com a arte e cultura, traz atividades como apresentações teatrais e brincadeiras educativas. Das diversas opções de lazer, o Live Painting com Grafite / Água AMA é uma delas.

Nos dias 25 e 26, das 10h às 17h os artistas Kleverson Mariano e Tatiana Alencar irão representar o tema Água através do grafite. As obras serão realizadas simultaneamente com outras atividades do Parque, propiciando que o público reflita sobre a importância da preservação da água através da arte.

Composta de painéis com imagens impactantes que ilustram ações de acesso a água em contraste com a exuberante beleza do sertão verdejante e ecológico, a exposição A Natureza da Água aborda ainda as principais tecnologias aplicadas para promover práticas efetivas de convivência sustentável de dois importantes biomas: a Caatinga e o Cerrado.

Também durante o fim de semana, a Liberty Seguros, em parceria com a Fundação Tênis, vai montar mini quadras de tênis no parque, oferecendo aulas monitoradas, promovendo acesso ao esporte, além de bem-estar e qualidade de vida. 

Recorte da Virada Zen
Na Serraria, localizada junto ao portão 7 do Parque Ibirapuera, as atenções estarão voltadas para um recorte da programação da Virada Zen, com diversas atividades relacionadas ao bem-estar, autoconhecimento e espiritualidade. Dentre elas, está a Serenata Iluminada, apresentada pelos Trovadores Urbanos em conjunto com o Monge Satyanatha, no dia 26, das 18h às 19h. A meditação do Monge vai se encontrar com o anoitecer e a cantoria será embalada com luzinhas na platéia.
No dia 25, a partir das 16h, DJ Dre Guazzelli, importante nome da cena de música eletrônica, se encontra com a trainer e terapeuta Rajany, em uma união entre o desenvolvimento humano e as pistas de dança, no Dance MeDREtation.

Outro destaque fica para a Tenda Personare, que oferece uma série de vivências, oficinas e até um Show de Mantras. Já o palco Awaken Love receberá diversas atrações como Awaken Mantras, Awaken Love Laugh, Awaken Love Yoga e até a Rodinha de Mantras, para crianças. 

A programação Zen também se espalha por espaços como o UNIBES Cultural. No Pátio Dr. Arnaldo, no dia 24, das 7h às 9h30, a festa matinal Wake desafia as pessoas a reinventarem suas rotinas urbanas para torná-la mais harmoniosa, com yoga, dança, meditação, gastronomia saudável e trocas de experiências.

Museu Afro Brasil

O Museu Afro Brasil, no Ibirapuera, apresentará bate-papos e diversas oficinas entre os dias 25 e 26 de agosto. O bate-papo Tá Na Hora da Roça, contará com a participação de Edivina Maria Brás da Silva (dona Diva), do Quilombo Pedro Cubas de Cima e com a ecóloga Cristina Adams dia 25 das 11h às 13h. As comunidades quilombolas do Vale do Ribeira (SP), em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), lançam a campanha Tá Na Hora da Roça. que pede ao governo do Estado de São Paulo que respeite o tempo do plantio tradicional dos quilombolas, emitindo as autorizações no prazo necessário para viabilizar as roças.

O professor Antônio Carneiro, acostumado a ensinar as doutrinas da capoeira mundo afora, apresenta nesta edição do festival uma oficina da Arte Capoeira, oferecendo oportunidade para que todos experimentem a ginga, os movimentos e as músicas dessa arte brasileira que é um Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Dia 26, das 10h às 11h30. 

A oficina Zumbi jogava Xadrez faz uma relação entre o jogo com o quilombo de Palmares, baseada em uma história de ficção criada pelo escritor Ivamar dos Santos, que dá noções básicas de xadrez trabalhando o imaginário, aguçando o desejo de aprender e conhecer a história dos Mocambos de Palmares. Dia 25, das 14h às 17h. Os Workshops do Migraflix trazem experiências culturais autênticas a partir da visão de refugiados e imigrantes de países como Síria, Angola, Venezuela, Costa do Marfim e Bolívia. Essa imersão cultural auxilia no desenvolvimento das competências comportamentais como empreendedorismo, resiliência, adaptabilidade e criatividade. Dia 26, das 14h às 16h.

Museu de Arte Contemporânea
Ainda junto ao Ibirapuera, o Museu de Arte Contemporânea recebe uma vasta programação de atividades musicais. Nos dias 25 e 26, das 14h às 18h, o espaço do Mezanino, anexo ao café do MAC, recebe o público para uma tarde agradável num Pic Nic com várias atrações culturais. No dia 25, das 16h às 18h, o fim de tarde fica por conta do Jazz ao Por do Sol. Já no domingo, 26, a partir das 16h, é a vez do Jazz no Jardim. No domingo, um pouco mais cedo, às 10h, o Quarteto de Cordas "Vênus" se apresenta com repertório que vai do clássico ao tango e à música nordestina.

Abertura oficial e painéis de conhecimento
Desta vez, a abertura oficial da Virada Sustentável será realizada no Rooftop 5 & Centro de Convenções, localizado no edifício onde fica o Instituto Tomie Ohtake, com o painel intersetorial Os desafios da Agenda 2030 em diferentes perspectivas, com a presença de nomes como Haroldo Machado Filho, Assessor Sênior do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil e Alexandre Schneider, Secretário Municipal de Educação de São Paulo, entre outros convidados.

Contaí

Nos dias 23 e 24, o Auditório do Unibes será palco de mais uma edição do Contaí, uma série de rodas de conversa com personalidades que se propõem a discutir a cidade e iniciativas disruptivas que ajudam a torná-la melhor.
No dia 23, os temas das mesas, são A urgente necessidade de materializar ideias e realizar sonhos (10h30 às 12h), Experiência de cicloatividade nas periferias (17h às 18h30), Água e clima: uma relação delicada (14h30 às 16h) e Pausa, Autocuidado e Lutas (19h30 às 21h). Já no dia 24, os temas abordados são Como a sociedade civil pode influenciar as propostas dos candidatos nas eleições? (10h30 às 12h), Sustentabilidade das instituições culturais (24, das 14h30 às 16h) Empreendedorismo de Impacto - Contribuição da população negra no desenvolvimento de novos negócios (24, das 17h às 18h30) e Por uma pedagogia da indignação (24, das 19h30 às 21h)

O UNIBES abriga ainda a série de painéis Diversidade: Revelando os vieses inconscientes de gênero e raça nas organizações (23, das 08h às 16h30), oferecido pela Novelis, em que serão apresentados os temas  “Diversidade Racial nas Empresas” (8h30 às 10h) e “Diversidade de gênero e inovação nas organizações” (10h30 às 12h). À tarde serão realizadas atividades de psicodrama (Vivência de Viés Inconsciente - 13h30 às 15h, na sala Multiuso) e jogo Sala de Reunião (13h30 às 15h), trazendo para os participantes uma reflexão para as questões de gênero, dirigidas por representantes que atuam na causa e academia.
Já no dia 24, o Teatro do UNIBES recebe dois painéis com foco em resíduos e Economia Circular. Das 8h30 às 12h, será realizado o painel Os Efeitos da 4a Revolução Industrial na gestão de resíduos (8h30 às 12h), com a palestra inspiracional de Antonis Mavropoulos (GRE), presidente da ISWA  - International Solid Waste Association. Às 14h, no Lounge, será realizado o Lançamento do Manual de Comunicação e Engajamento para a Gestão de Resíduos, oferecida por Braskem e Abrelpe - Associação Brasileira de Empresas de LImpeza Pública e Resíduos Especiais

No dia 24, das 15h às 17h30, a Sala da Congregação na FEA-USP, recebe o painel Empresas e Meio Ambiente: muito além do próprio impacto, promovido pela Fundação Toyota, com o objetivo de discutir a relação necessária entre empresas e meio ambiente. Já no MAC, o Programa USP Cidades Globais, do Instituto de Economia Agrícola, apresenta ainda os painéis As Dimensões das Crises Hídricas em São Paulo (25, às 11h) e Vida Urbana e Saúde | Os Desafios dos Habitantes das Metrópoles (26, às 11h). No sábado, dia 25, a partir das 15h, a Biblioteca Villa-Lobos recebe o painel Turismo: inovações e sustentabilidade, um papo aberto sobre a situação da atuação da indústria, oportunidades de geração de novos negócios atrelados à tecnologia e responsabilidade dos agentes em todas as pontas da cadeia, oferecido pela Booking.com.

Quer compartilhar?