Black Power - Nego Tarso, Homem Banda

Compartilhe:

O show tem 45 minutos de repertório autoral com  músicas sobre questões raciais,  questões de liberdade, contra o machismo. Durante o espetáculo o artista além de cantar toca percussão com os pés, cajon, meia lua com os pedais e guitarra.

Além da temática central do show que fala de negritude, racismo e outras injustiças, Tarso também  aborda a liberdade de ser, relacionar-se, vestir-se e viver, assuntos que podemos ouvir nas músicas Suspeito, Neon, Blasfêmia, Ultrapassado, Som de PretoEscute a Mina, Gato Noturno, Meu Blues, Tocar o Céu, Se Você Acreditar dentre outras.

 Ultrapassado *  ( questionando o conservadorismo quanto a liberdade do outro)

 Neon *  (saudando a mulher preta num Rock )

 Som de preto.*   (a origem do rock )

Blasfêmia *   ( a hipocrisia religiosa que te afasta do real sentido do amor questionando a cor de pele de Jesus entre outros aspectos )

Suspeito*  ( negritude )

 Escute a mina*  ( machismo introjetado na maioria dos homens com comportamento similar )

Gato noturno.    ( blues inspirado um gato, porém contrapondo à minha vida num determinado momento de descobertas pos sentir se livre 

Meu blues ( blues falando sobre o poder de criar seu próprio blues mencionando Anitta como um sonho a ser conquistado pois existe real admiração por ela e seus caminhos , liberdade )

Tocar o céu   ( som que fala sobre um caminho traçado,  perdas de tempo , estrada  e um caminho de fé que guia nosso destino )

 Se você acreditar  ( praticamente uma oração pra acreditarmos nos nossos sonhos e nos sinais do universo 

Liberdade ( som que fala sobre a prisão que existe dentro de nós quando não nos permitimos viver ).

Nego Tarso

Tarso agênero, músico, cantor e compositor  que canta sua origem com orgulho, passeia em suas músicas pelo rock n´roll, black e  blues. Em suas letras aborda temas como negritude, racismo, machismo, liberdade de ser, relacionar-se, vestir-se e viver.  O multi-artista além de cantar, toca percussão com os pés, cajon, meia lua com os pedais e guitarra. Iniciou sua carreira na adolescência quando teve uma banda autoral, há 9 anos passou a tocar na noite porto alegrense e eventos. Com a pandemia e o lock down houve sua transformação visual e criativa onde passou a expressar suas ideologias, posições, dores, agonias e emoções. Tarso gravou com Luciano Presa  e já participou de shows com Jacques Maciel ( da Rosa Tatuada), com Mumu da Vera Loca, está tocando na Banda Santíssima Trindade com Duda Dolls ( baterista da Justa Causa), o Eduardo Branca (  que bomba nas plataformas da Coreia com o Branca Edm  e é um dos fundadores do Pupilas Dilatadas) e com Edu K. 

Nossos Patrocinadores

Nossos Patrocinadores

Receba as notícias
da Virada Sustentável