AUTOMÁKINA - Universo Deslizante

Compartilhe:

 O Espetáculo de teatro de Rua “Automákina – Universo Deslizante” trata de uma questão pertinente a todos os homens de todos os tempos: "a arte da sobrevivência". Com uma linguagem que mescla o simbolismo do teatro de bonecos com seus personagens autômatos fazendo uma metáfora a existência humana, o virtuosismo das técnicas circenses e a poética do teatro de rua.

        O Cenário Móvel “Automákina,” pesquisa ousada, onde o grupo propõe levar para rua um aparato cênico impar em qualidade visual e sonora, uma máquina gigante medindo 7,0 m de comprimento, por 8,0 m de altura, aumentando assim a dramaticidade do espetáculo. 

        Compondo com estas características, a música criada exclusivamente para o espetáculo, será executada ao vivo com efeitos de som mecânico e com instrumentos musicais construídos pelo grupo, enriquecendo a coerência estética do cenário.

        O trabalho do ator e sua relação com os bonecos, com o cenário móvel, com a música e os instrumentos, além da relação com o público determinam o desenvolvimento de uma dramaturgia peculiar e de grande impacto sobre as pessoas.

O Espetáculo/Instalação, consiste na montagem e desmontagem aberta a comunidade, instalação monitorada do cenário móvel e apresentação do Espetáculo, com a duração total de 8 horas. 

“AUTOMÁKINA Universo Deslizante” foi feita para estar nas ruas e chegar aos espaços inusitados, onde o teatro pouco vai, e assim apresentar o mundo do Duque Hosain'g, Um mundo portátil, pessoal e impenetrável. 

 

Concepção

O espetáculo “Automákina – Universo Deslizante” foi concebido pensando no olhar do próprio personagem como arquiteto, construtor do seu mundo. O processo de construção da nave foi desenvolvido simultaneamente com a criação do personagem. Um universo sobre rodas para um só homem, uma máquina gigante construída pelo próprio DUQUE DE HOSAIN’G. Ela foi feita para estar nas ruas e chegar aos espaços inusitados, onde o teatro pouco vai. Trabalho solitário e disciplinado que durou mais de três anos, durante os quais nasceram engenhocas funcionais, bonecos manipulados por fios e automaticamente, instrumentos musicais adaptados e criados exclusivamente para esta viagem, movimentos corporais adaptados à densidade deste novo mundo. Pronta a máquina, criada a vida, inicia-se a viagem.

 

Sinopse

“Automákina – Universo Deslizante” foi feita para estar nas ruas e praças das cidades. Por esses caminhos se apresenta o mundo do Duque Hosain'g, Um mundo portátil, pessoal e impenetrável. É como se ele tivesse optado por levar o universo junto a si, construído a partir de seus múltiplos aspectos, os quais concretamente ganham vida. Seus pensamentos, as músicas que executa e seu DNA se confundem com a nave. O tempo é deslizante e incerto. Rasgando o espaço urbano, sua procura é surpreendente. O estranho o acompanha e transforma tudo que está a sua volta.



Ficha técnica:

Direção:   Jackson Zambelli

Autores:  Luciano Wieser e Jackson Zambelli

 

Atuação, Bonecos, Cenografia e Instrumentos Musicais: Luciano Wieser

Animação de autômatos e tecnologias:  Tayhú D. Wieser,

Equipe de montagem e Monitoria:

Raquel Durigon, Tayhú D. Wieser, Jonatan Ortiz Borges, Denisson Gargione. Gabriel Gonçalves

Música Original: Jackson Zambelli e Claudio Veiga.

Músicos: Claudio Veiga, Luciano Wieser e Sergio Olivé.

Gravação: Sergio Olivé 

Técnico de som: Tayhú D. Wieser

Produção, Figurinos e cabelos: Raquel Durigon

 

Produção e Realização:

Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar – 1988 -  Canoas - RS - Brasil

De Pernas Pro Ar

DE PERNAS PRO AR  - Desde 1988 –

Teatro & Audiovisual

CANOAS / RS  / BRASIL

O grupo De Pernas Pro Ar, de Canoas - RS, de estrutura familiar,  reinventa mundos imaginários desde 1988. Tem um vasto currículo realizando muitos projetos prêmios/editais como Rumos Itaú Cultural, SESC Palco Giratório Nacional, Petrobras, Miriam Muniz, Fac RS entre outros,  circulando pelos principais festivais do país. 

O Grupo contabiliza mais de 1.118 mil apresentações realizadas, a maioria em locais abertos principalmente as praças e ruas, a um público de mais de 507.985  espectadores. Apresentou em mais de 600 cidades, projetando a cultura do RS, a mais de 20 estados e o DF. Já participou de 118 Mostras/Festivais, 33 prêmios/editais, reafirmando sua importância no cenário cultural nacional ao longo de sua trajetória.

As marcas fundamentais afirmam a linguagem do teatro de rua e do teatro de máquinas com experimentos curiosos e intrigantes, construídos a partir dos devaneios do inventor Luciano Wieser “ Premio 2018 - Mestres das Maquinarias” que através de objetos descartados em ferro velhos, briques e quinquilharias, somados as provocações tecnologias advindas de Tayhú DW e Txai DW e o olhar crítico e mão sensível de Raquel Durigon, geram engenhosas engenharias de engenhocas, instrumentos musicais inusitados, bonecos/máquinas, autômatos e robotizadas que compõem as dramaturgias e estéticas inusitadas de seus espetáculos, exposições e audiovisual. 

O grupo se destaca como referência em maquinarias de cena do Brasil, foi contemplado pelo Fac Patrimônio do Estado do RS e PIC Patrimônio de Canoas, o grupo vem sendo objeto de estudo de universidades e grupos com tese de mestrado, doutorado e vários artigos. 

Livro: Tem Ferrugem no Museu? ( FAC Patrimônio)

Participa da Revista de Cenografia - Mostra dos Países e Regiões da edição 2023 da Quadrienal de Praga.

Atualmente o grupo também possui canal potente de arte no Tiktok com milhares de seguidores apreciadores das artes das maquinaria com mais de 1M de curtidas.

 

 

Site: https://www.depernasproar.com.br

Tiktok: https://vm.tiktok.com/ZMY125x5R/

Youtube: https://www.youtube.com/@depernasproar

Instagram: https://www.instagram.com/grupodepernasproar/

Facebook: https://www.facebook.com/grupodepernasproar

 

Outros detalhes:

Desenvolve seus trabalhos na sua sede batizada Inventário - Espaço criativo, na cidade de Canoas/RS-Brasil. 

Possui espetáculos em repertório, com um acervo grande de cenários móvel, bonecos, gigantes e maquinarias de cena sendo referência e memória cultural da sua cidade.

Nossos Patrocinadores

Nossos Patrocinadores

Receba as notícias
da Virada Sustentável